10 Benefícios da Pimenta Rosa

Também conhecida pelos nomes de pimenta do Brasil, aroeira-pimenteira, aroeira-vermelha, aroeirinha, pimenta brasileira e aroeira, a pimenta rosa é uma espécie originária do nosso país, que possui uma coloração avermelhada e sabor um pouco adocicado.
No Brasil, estados como o Espírito Santo, a Bahia e o Rio de Janeiro fazem a exportação da pimenta rosa. Apesar de seu aroma de pimenta, ela não pertence à família das pimentas e é fruta da árvore aroeira.
Vamos conhecer alguns benefícios da pimenta rosa, conhecendo para que serve, como plantar, curtir e preparar a pimenta.

1. Fonte de nutrientes

Ela é composta por diversos nutrientes importantes para o funcionamento apropriado do organismo humano como: vitamina A, vitamina B1, vitamina B2, vitamina B3, vitamina E, cálcio, ferro e fibras.

2. É composta por antioxidantes

Outros dos benefícios da pimenta rosa é que ela é dotada de substâncias com ação antioxidante como o betacaroteno e o licopeno. Isso é importante para o combate aos radicais livres que causam doenças graves como o câncer e são responsáveis pelo envelhecimento precoce.

3. Rica em vitamina C

A fruta da aroeira possui um teor de vitamina C seis vezes maior do que a laranja.
O nutriente é importante para a melhoria da imunidade, atua na proteção das células, na absorção de ferro por parte do organismo, na produção de colágeno que constitui as mucosas, peles e ossos e na a produção do neurotransmissor serotonina, que atua no humor, estresse e dor.

4. Propriedades anti-inflamatórias

A pimenta rosa também apresenta propriedades anti-inflamatórias. Isso significa que ela possui potencial para contribuir com o combate aos processos de inflamação que possam acontecer dentro do organismo.

5. Melhoria da circulação

Acredita-se que a fruta da aroeira possa colaborar com a melhoria da circulação sanguínea devido ao fato dela apresentar ação vasodilatadora.
Isso significa que a espécie atua no estímulo à circulação sanguínea, no favorecimento ao processo de irrigação dos tecidos e no relaxamento dos músculos lisos dos vasos sanguíneos, o que resulta na sua dilatação.

6. Auxílio à prevenção da doença de Alzheimer

Em estudos realizados pela Universidade de São Paulo (USP), ao lado da pimenta-do-reino, a pimenta rosa foi apontada como um ingrediente que atua na prevenção à doença de Alzheimer.
Veja também: Benefícios da pimenta do reino para a saúde e boa forma.
A cientista por trás da pesquisa, Fúvia de Oliveira Biazotto, ressaltou o baixo custo que esses alimentos trazem ao serem integrados à dieta, o que serve como motivação para que eles sejam observados com maior atenção.

7. A pimenta rosa emagrece

Um dos benefícios da pimenta rosa também é o favorecimento ao emagrecimento. Isso acontece graças ao fato da fruta da aroeira promover a sensação de saciedade no organismo.
Isso torna o controle do apetite mais fácil e, consequentemente, pode ajudar a consumir uma quantidade menor de calorias ao longo do dia. Para experimentar tal efeito, a página recomenda a ingestão de uma colher de sopa de pimenta rosa diariamente.
Você já deve saber, mas não custa nada lembrar que nem o ingrediente, nem produto ou alimento algum causa a perda de peso de forma mágica e instantânea.
Por mais que a fruta da aroeira possa dar uma força, se você deseja emagrecer e permanecer longe dos quilinhos em excesso, ainda terá que seguir uma alimentação saudável, equilibrada, nutritiva e controlada e praticar atividades físicas com regularidade como maneira de maximizar sua queima calórica.

8. Fonte de cálcio

Como vimos, o ingrediente é composto pelo cálcio. O mineral é importante para a saúde dos ossos, para a contração muscular, para a frequência cardíaca e para o processo de coagulação do sangue.

9. Diminuição de coágulos no sangue

A pimenta rosa também pode contribuir com a diminuição de coágulos no sangue. Isso é importante porque, apesar da coagulação sanguínea fazer parte do processo de cicatrização do corpo, quando os coágulos ficam agarrados a um vaso sanguíneo, eles causam a sua obstrução total ou parcial.
O resultado disso é o prejuízo ao fluxo regular de sangue e oxigênio, que pode trazer problemas como embolia pulmonar, trombose, acidente vascular cerebral (AVC) e isquemia (falta de suprimento de sangue ou oxigênio para um tecido). Sem tratamento, estas condições colocam a vida da pessoa em risco.

10. Medicina popular

Na medicina popular, a pimenta rosa é utilizada no tratamento de doenças venéreas, reumatismo, diarreia, dores, gengivite e febre.
Entretanto, além de confiar nos benefícios da pimenta rosa para tratar tais problemas, é sempre aconselhável ter acompanhamento médico para se certificar de qual é o tratamento mais adequado, correto e completo para o caso.

Como plantar pimenta rosa

Confira a seguir algumas dicas para o plantio da pimenta rosa:
Escolher um local que receba bastante incidência do sol;
Cultivar em um solo que esteja repleto de matéria orgânica;
As sementes devem germinar em canteiros com pleno acesso ao sol e com substrato argiloso com taxa de germinação superior a 50%;
A adubação deve ser feita por meio do uso de uma fertilizante natural;
A planta deve ser regada uma vez a cada semana;
Caso o plantio seja feito por mudas, molhar a muda diariamente durante dois meses;
Fazer a poda somente entre os meses de maio e agosto;
Transportar as mudas para seu local definitivo quando elas atingirem entre 5 a 6 cm. Após quatro meses, elas devem ser transplantadas outra vez onde será o seu local definitivo;
O período de florescimento da pimenta rosa é de setembro a janeiro. Já seu período de frutificação é entre os meses de janeiro a julho.

Como preparar

Na culinária, a pimenta rosa é utilizada para a fabricação de sorvetes, geleias e chocolates, por exemplo Desidratada, ela é misturada com a pimenta do reino e utilizada como tempero.
A pimenta rosa ainda é usada no preparo de molhos que servem de acompanhamento de pratos como peixes, aves e outras carnes brancos, além de legumes e saladas frias.
Receita de molho de pimenta rosa
Ingredientes:
2 colheres de sopa de azeite;
1 cebola média cortada em cubinhos;
1 colher de sobremesa de pimenta rosa;
½ xícara de café de vinho branco;
1 caixinha de creme de leite light;
½ colher de sopa de mostarda;
1 colher de sopa de cebolinha picada;
Sal a gosto;
Pimenta-do-reino branca a gosto.
Modo de preparo:
Colocar uma frigideira no fogão em fogo médio e adicionar o azeite e a cebola. Fritar até dourar;
Adicionar a pimenta rosa e misturar bem. Continuando a mexer, adicionar o vinho branco.
Deixar evaporar durante três minutos e, ainda misturando, acrescentar o creme de leite, a mostarda e a cebolinha.
Então, temperar com o sal e com a pimenta-do-reino a gosto e cozinhar em fogo baixo até adquirir um molho cremoso. Servir-se e bom apetite!

Cuidados com a pimenta rosa

Indivíduos que sofrem com hipertensão e problemas gastrointestinais não devem consumir a pimenta rosa, sob o risco de terem as suas condições agravadas. Caso tenha alguma outra doença ou tome algum tipo de remédio, consulte o médico para saber se o ingrediente não fará mal à sua saúde.
A especiaria não deve ser ingerida em excesso porque possui toxicidade, podendo interferir no paladar e destruir a sensibilidade das línguas e das mucosas.